My Image
Image OMB

Psicopedagogia

Psicoterapia Jungiana

crianças | jovens | adultos

Bianca Vasques

CRPp Sindical 0226

Canal Bianca VasquesFacebookInstagram

Argila, Aquarela, Fantoches, Dramatização, Colagens, Dobraduras, Contos de Fadas: por meio das atividades artísticas encontramos terreno seguro para o aprendente entrar em contato com elementos subjetivos que estão enfraquecendo a sua relação com o objeto do conhecimento. 
Exercitando a sua capacidade criativa, o aluno reconhece a sua autoria frente às suas produções impactando positivamente em diversos contextos.  

Oficinas criativas são essencias para desbloquear aspectos emocionais obturadores da aprendizagem. 



Por ser investigativo, o atendimento psicopedagógico começa pela etapa de avaliação.
Nesta fase será observada a modalidade de aprendizagem que o sujeito possui.
Em que nível cognitivo se encontra, quais as características subjetivas relacionadas à escola, à família podem estar interferindo na relação com a aprendizagem.
E o histórico de vida desse sujeito desde bebê até o momento presente, em que se considera questões de ordem orgânica familiar. 

São 8 encontros que compõem esta primeira etapa, seguindo então para a fase de devolutiva (família e escola). 

Neste momento poderá ser solicitado a avaliação de outros profissionais, como a a de um neuropsicólogo, neuropsiquiatra, fonoaudiólogo dependendo das demandas ali apontadas.

E então chegamos na etapa de intervenção.
Que são as atividades que atuarão diretamente nas demandas objetivas e subjetivas, considerando o contexto e o repertório do sujeito aprendente. 

As etapas do protocolo Psicopedagógico


Todo começo profissional é desafiador.
É essa a finalidade da supervisão, recorrer a quem poderá contribuir com o seu repertório profissional: teórico e prático,  diante de contextos complexos ou iniciais da prática clínica.
Os encontros podem ser presenciais ou feitos por whatsapp, skype, hangout. 
E ainda você poderá ter direito à supervisão gratuita.




Sou Psicopedagoga e preciso de supervisão


Reciclar ideias da equipe pedagógica é reacender a luz da autoria do sujeito ensinante

O profissional da educação precisa se manter em constante atualização. 
E há uma escassez diante de alguns métodos de ensino do exercício da autoria destes ensinantes ou seja, o educador tem dificuldades de pensar a sua aula fora da caixa. 

Para atender esta demanda que parte muito dos meus alunos de pós graduação que elaborei um portfólio de workshops ministrados para equipe docente que também podem ser adaptados para pais de alunos.
​​​​​​​

- Oficinas Criativas Psicossocioeducativas: como utilizar as dinâmicas em grupo como um recurso mobilizador da aprendizagem.
- Inclusão no Brasil, o conteúdo escolar ao alcance de todos.
- O caminho lúdico das oficinas de jogos na construção do pensamento lógico – matemático .
- A subjetividade do sujeito ensinante - que ser habita neste educador?
- A subjetividade do aprendente e a aprendizagem.
- Família, vínculo e aprendizagem.
- Conhecendo os transtornos de aprendizagem.
- Conhecendo as
modalidades de ensinagem patogenizantes.
- Os contos de fadas cumprindo a jornada do herói no processo da afeto-aprendizagem.  

 



​​​​


Esta é uma dúvida comum e de difícil decisão. 
O Psicopedagogo poderá ajudar neste processo, entendendo as demandas do aluno e a expectativa dos pais frente à este novo momento, sendo de transição ou de primeiro ingresso escolar, a ponderar, refletir e decidir de forma assertiva.

Aconselhamento Parental:
​​​​​​​a escolha da escola certa.


Sou Professora e preciso de aconselhamento profissional

Quem pensa que se reinventar em sala de aula é apenas uma questão de técnica comete um grande equívoco. 
É necessário auto-conhecimento, diálogo interior e reconhecimento das suas fragilidades e potencialidades. 

O
Coaching para Educadores nasceu da percepção de um sintoma recorrente dos educadores em se sentirem esvaziados de sentido dentro das suas práticas em sala de aula.

Preços acessíveis e flexibilidade de horários. 
Atendimento via skype, whatsapp (vídeo chamada), hangout.  


​​​​​​​





Quebra-cabeças, jogos de tabuleiro, blocos de montar,  recursos áudio-visuais computadorizados (treinos específicos neurocognitivos) compõem o repertório de práticas de estimulação de estruturas cognitivas. 

​​​​​​​Atividades lúdicas dirigidas fazem parte do processo terapêutico psicopedagógico. 

O psicopedagogo é o especialista em problemas de aprendizagem, que além de ajudar o aluno a conhecer a sua modalidade de aprendizagem, os aspectos objetivos e subjetivos que possam estar interferindo negativamente na aquisição do conhecimento (distúrbios, bullying, etc), também é o med​​​​​​​iador, aquele que estabelecerá estratégias junto à escola, à família, ao trabalho (no caso de jovens e adultos) para que este caminho de mobilização da aprendizagem seja o mais saudável possível.

A quem podemos recorrer?

My Image

Enfrentando os problemas de aprendizagem

My Image

O atendimento Psicopedagógico é um caminho de reconhecimento das próprias potencialidades enquanto aprendente e ensinante.